Portal dos Movimentos Sociais


Newsletter

Notícias

Publicada em 28-08-2017 às 15h25 e visualizada 1653 vezes




Lula enche de esperança multidão em ato político na Capital

Lula enche de esperança multidão em ato político na Capital


Em discurso inflamado, que incendiou milhares de paraibanos, na noite deste sábado (26), durante o Ato "Em Defesa da Cidadania por Direitos e Democracia", no Ponto de Cem Réis, em João Pessoa, o maior presidente que o país já teve, falou sobre a regulamentação da mídia, a operação Lava Jato e sua Caravana, que está levando esperança ao povo nordestino.

A solenidade inicial do evento contou com a entrega do Título de Cidadão pessoense, homenagem que foi entregue pelo Vereador Marcos Henriques (PT-PB) e por dona Adelaide, viúva do ex-vereador Júlio Rafael, propositor da honraria ao presidente.

Na celebração de abertura do ato, além da saudação da líder camponesa Elisabeth Teixeira, uma mística feita pelas tribos indígenas: Tabajara e Potiguara presentearam Lula com um cocar e uma maraca, símbolos de imponência e liderança. Durante o agradecimento ao presidente pelos programas sociais, que proporcionaram a ascensão educacional e profissional dos indígenas na sociedade brasileira, os representantes das tribos lembraram da demarcação de terras que trouxe esperança à vida nas aldeias.

A recepção de Lula pelos movimentos sociais contou com as falas do presidente da CUT-PB, Paulo Marcelo, que representou a Frente Brasil Popular, e dos movimentos sociais, de moradia, juventude, LGBT e estudantil.

O presidente da CUT-PB, Paulo Marcelo, destacou os importantes avanços que o país teve durante o governo de Lula. “Temos que agradecer os importantes feitos do governo, que trouxeram desenvolvimento com geração de emprego, valorização do salário mínimo, políticas públicas na área da educação, saúde e no acesso ao crédito, que deu oportunidade à aquisição de bens de consumo e melhorou a vida do povo brasileiro”, afirmou.

Além de relembrar os grandes momentos de crescimento que o país viveu durante o governo petista, Paulo salientou que a classe trabalhadora precisa manter a memória fresca e denunciou, “nossos direitos estão sendo usurpados através do projeto de terceirização e das reformas: Trabalhista e Previdenciária. Não devemos esquecer em nenhum momento, que foi no governo de Lula e Dilma que, o povo brasileiro teve sua autoestima conquistada. Estão estragando tudo que foi feito e é vergonhoso saber que dos deputados paraibanos, apenas o Deputado Luiz Couto não abandonou a classe trabalhadora em meio a tantos ataques,” concluiu.

Durante seu discurso emocionado, o ex-presidente destacou a realização de grandes projetos. “A primeira coisa que nós fizemos foi transformar a Petrobras, numa empresa que passou a produzir o petróleo suficiente para o consumo do povo brasileiro. Nós fizemos da Petrobras a segunda empresa de petróleo do mundo. Foi a maior capitalização do mundo capitalista. Conseguimos com a graça de Deus e a competência dos engenheiros da Petrobrás, a descoberta da maior reserva de petróleo do mundo, a sete mil metros de profundidade, que foi o Pré-sal”.

Sobre a criação da transposição do Rio São Francisco, que leva água para milhares de famílias em todo o nordeste, ele destacou. “Eu estava cansado de ver a seca no nordeste. Quando assumi a presidência eu disse, vou ter que tentar dar um jeito no Nordeste, não posso passar para a história como mais um presidente que esqueceu essa região sofrida”.

Ao falar da Operação Lava Jato, Lula disse que a única prova que a investigação tem é a de sua inocência. “Se eles apresentarem um real ilícito na minha conta, virei aqui pedir desculpas porque agora sou cidadão pessoense”, afirmou.

Em uma alusão, à corrupção do governo Temer, Lula indagou "Que mulher ia casar com um homem que ao invés de procurar emprego chegasse em casa e dissesse, amor vamos vender a cama, a geladeira, o fogão. Então, eles não sabem governar, que deixe quem sabe, governar", afirmou.

O governador Ricardo Coutinho (PSB-PB), em seu discurso, agradeceu Lula por todo compromisso e pela luta que teve durante seu governo em defender a classe trabalhadora e destacou que Lula foi o maior presidente que o país já teve.

 

Campina Grande

Lula encerrou a passagem pela Paraíba, na cidade de Campina Grande, onde recebeu o título de cidadão Monteirense e discursou para milhares de pessoas, no Parque Ecológico de Bodocongó.

Escrito por: Ascom CUT-PB






Copyright © 2018 Movimento social | Todos os direitos Reservados

Fractal Midia