Portal dos Movimentos Sociais


Newsletter

Notícias

Publicada em 29-06-2017 às 13h24 e visualizada 1470 vezes




Confira os atos e manifestações programadas para o dia de greves e de "Fora, Temer" em todo o país

Confira os atos e manifestações programadas para o dia de greves e de

Contra as reformas do governo Temer, trabalhadores de diversas categorias paralisarão atividades nesta sexta-feira (30). Além de greves, atos em diversas cidades do país também estão previstos. Segundo o presidente da CUT, Vagner Freitas, a mobilização popular vai pressionar o Congresso Nacional e mostrar a ilegitimidade dos projetos. "Temer não tem moral para propor essas reformas e agora está perdendo o apoio de grande parte dos parlamentares que sempre estiveram ao lado dos empresários."

Bancários, metalúrgicos, professores, químicos, petroleiros, rodoviários e metroviários são algumas das categorias, pelo Brasil, que protestarão contra o governo de Michel Temer. Em São Paulo, um ato público tem concentração prevista para início às 16h, em frente ao Museu de Arte de São Paulo (Masp), na Avenida Paulista.

Confira abaixo como será as mobilizações em outros estados:

Acre: em Rio Branco, a manifestação começa pela manhã: às 8h, com um ato em frente à escadaria do Palácio do Governo do Estado.

Alagoas: a concentração em Maceió começa pela manhã, às 8h,  na Praça dos Martírios, centro da capital.

Amapá: em Macapá, os trabalhadores se reunirão também às 8h, na Praça da Bandeira.

Bahia: em Salvador, diversas categorias profissionais mobilizadas estarão juntas na manifestação, a partir das 15h, no Campo Grande, que caminhará até a Praça Castro Alves.

Ceará: às 9h, os trabalhadores se concentrarão para o ato na Praça da Bandeira, no centro de Fortaleza.

Distrito Federal: Com os metroviários em greve, os manifestantes do DF farão atos descentralizados. Às 6h, trabalhadores se reunião em dois locais distintos: um na região da Asa Norte, em frente à sede da Eletro Norte e o outro, na Samambaia Sul, na Estação Furnas.

Goiás: na capital, Goiânia, a concentração é a partir das 8h, na Praça Cívica, no centro. Outras quatro cidades do estado também farão atos: Formosa, às 8h, na Praça Anísio Lobo; em Brazlândia, também 8h, no estacionamento do Banco de Brasília; em Paranoá, às 9h, no terminal rodoviário; e em Taguatinga, na Praça do Relógio, às 9h. 

Espírito Santo: em Vitória, professores, metalúrgicos, metroviários e outras categorias paralisarão e farão um ato às 12h, em frente à Assembleia Legilsativa do Espírito Santo.

Maranhão: às 6h30, os trabalhadores se concentrarão em frente ao Porto de Itaqui, em São Luís.

Minas Gerais: em Belo Horizonte, a luta dos manifestantes terá concentração na Praça Rui Barbosa, no centro da capital, às 9h. Em Juiz de Fora, no mesmo horário, trabalhadores se mobilizarão na Praça da Estação.

Mato Grosso: bancários, professores, servidores federais e rodoviários se concentrarão às 15h, na Praça Ipiranga, centro de Cuiabá.

Mato Grosso do Sul: em Campo Grande, o ato será às 9h, na Praça Ary Coelho, região central da capital.

Pará: às 8h, tem início da concentração para o ato na Praça Rio Branco, em Teresina.

Paraná: diversas categorias farão uma grande concentração às 12h, na Avenida Luiz Xavier, no centro da capital curitibana.

 

por Redação RBA 






Copyright © 2018 Movimento social | Todos os direitos Reservados

Fractal Midia