Portal dos Movimentos Sociais


Newsletter

Notícias

Publicada em 03-04-2017 às 20h36 e visualizada 1718 vezes




VEREADORA APROVA PROJETO QUE CRIA O BOSQUE FLORESTAL MARISA LETÍCIA LULA DA SILVA EM MONTEIRO (PB)

VEREADORA APROVA PROJETO QUE CRIA O BOSQUE FLORESTAL MARISA LETÍCIA LULA DA SILVA EM MONTEIRO (PB)

A cidade de Monteiro, localizada no Cariri paraibano, vai ganhar um Bosque Florestal nas margens do rio Paraíba, numa área próxima ao local de saída das águas oriundas da transposição do rio São Francisco. No local foram plantadas mudas de Juazeiro, Ipês, Cajueiro, Moringa e Pau-Brasil por ocasião das visitas dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff, durante inauguração popular das obras da transposição das águas do velho Chico. O projeto é de autoria da vereadora Jacira Oliveira (PT), e tem apoio da ONG Centro de Apoio às Atividades Populares (CAAP) e da Rede ODS Brasil.  

Em suas justificativas, que convenceu seus pares na câmara municipal de Monteiro, a vereadora Jacira Oliveira, diz que a criação do bosque será denominado “BOSQUE DA ESPERANÇA MARISA LETÍCIA LULA DA SILVA” e que em 15 dias deve ser sancionada pela prefeita. A parlamentar lembra que o objetivo principal da iniciativa é o de “preservar as margens dos rios com plantas nativas da região.  Segundo ela, o bosque deve ser organizado em parceria do poder publico com a sociedade organizada e os próprios ribeirinhos que devem zelar e cuidar dos rios, proporcionando a cidade e a região uma referencia de preservação ambiental e da própria obra, que mudará a vida no Cariri.  

O presidente do CAAP e coordenador do Projeto Onde Plantei, o ambientalista Arimatéia França, afirmou que a iniciativa da vereadora monteirense é bastante positiva e significativa.  “Passado aquele momento da visita dos ex-presidentes, quando milhares de pessoas participaram da inauguração popular das obras da transposição das águas do São Francisco, temos que dar seguimento com a preservação das margens dos rios e do Meio Ambiente. As árvores foram plantadas e agora é ampliar o alcance do nosso projeto”, declarou.

França disse que desde o início das obras da transposição, técnicos e ambientalistas vinham discutindo como deveria ser feita a preservação da mata nativa e o uso adequado das águas. “Sempre tivemos a preocupação em despertar na população a necessidade de se preservar as margens dos rios e o Meio Ambiente, além de incentivar o replantio de áreas nativas e urbanas. O primeiro ponta-pé foi dado. Agora continuaremos nosso trabalho de conscientização em todas as cidades que forem beneficiadas pelas águas da transposição com exemplo concreto e de referencia, onde a própria sociedade vai participar diretamente, plantando e cuidado das árvores”, destacou França.

O projeto – O projeto ‘Onde Plantei’ existe desde 2015, mas teve uma ampla divulgação no último domingo (19), em Monteiro, quando havia a promessa de que os ex-presidentes Lula e Dilma, o governador da Paraíba Ricardo Coutinho plantariam mudas do Juazeiro árvore que símbolo da resistência nordestina, além de Ipês, moringa, cajueiro e pau Brasil nas margens do rio Paraíba. “Nós plantamos as mudas. As autoridades não tiveram condições de fazê-lo diante das milhares de pessoas que estavam no local”, explicou Arimatéia França.  O projeto ‘Onde Plantei’ tem apoio do Programa das Nações Unidas (PNUD), Fundação Solidariedade, Sesc, UFPB, Escola Agrícola Assis Chateaubriand - UEPB, TCE-PB, MP-PB, Consea-PB, CUT-PB,  entre outras.  

Projeto inovador – O objetivo principal do projeto idealizado pela CAAP é realizar o plantio de cerca de 4 milhões de mudas de árvores em todo o Brasil. Arimatéia França avisa que as diretrizes do projeto podem ser conhecidas no portal www.ondeplantei.org.br. Ele explica que ao acessar o portal, a pessoa poderá registrar com precisão o local onde são plantadas as árvores, fazer registro de fotos, vídeos, dedicar ao escrever mensagens incentivadora para os demais cidadãos, tornando-se um multiplicador através do seu exemplo prático.   

Basicamente, o ‘Onde Plantei’ tem por finalidade incentivar a arborização dos centros urbanos, envolvendo diversos segmentos e contribuindo para os alcances do Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) - SAÚDE E BEM ESTAR; ODS 4 - EDUCAÇÃO DE QUALIDADE; ODS 6 - ÁGUA POTÁVEL E SANEAMENTO; ODS 11 - CIDADES E COMUNIDADES SUSTETÁVEIS; ODS 13 - AÇÃO CONTRA MUDANÇA GLOBAL DO CLIMA; ODS 15 - VIDA TERRESTRE e ODS 17- PARCERIAS DE IMPLEMENTAÇÃO, objetivos de desenvolvimento sustentável,  estabelecidos pela ONU na cúpula das nações.

 

 

 

 

 

 

objetivo

 

REALIZAÇÃO






Copyright © 2017 Movimento social | Todos os direitos Reservados

Fractal Midia